DVDscr, o que é esse formato de Vídeo?

Se você é Fã de filmes com certeza já viu uns códigos estranhos na hora de assistir aquele filme favorito. E um dos formatos mais populares é o DVDscr. Vamos tirar todas as dúvidas a respeito desse formato de vídeo usando uma linguagem bem informal. E para te adiantar, saiba que isso não passa de siglas de qualidade de download.

Além do DVDscr, vamos abordar também alguns dos formatos mais usados nos dias de hoje. Certamente não falaremos de todos, mas sim dos mais usados como:  DVDscr, CAM, TELESYNC, DVDRip, BDRip, R5, VHS-RIP, TV-RIP, HR HDTV.

O que é DVDscr

o que é dvdscr

DVDscr (DVD screener) é um tipo de formato de vídeo extraído de um disco que é fornecido antes mesmo do filme ser lançado e liberado ao público geral.

Esse tipo de disco é emitido quando o filme ainda está na versão cinematográfica. Muitas vezes é emitido antes dessa versão, como assim? Um exemplo é quando é liberado para quem revisa filmes ou para juiz de premiação. O arquivo de vídeo DVDscr , de acordo com os termos, precisa ter qualidade igual ao DVD

Para entender melhor sobre o DVDscr é necessário aprofundarmos no que diz respeito a scr.

O que é SCR (Screener?

SCR, obviamente, é uma abreviação de SCREENER (termo em inglês derivado de screen – tela). A indústria dos cinemas batizou com esse nome todo material promocional original projetado para divulgar um filme. Ele é enviado primeiramente para os críticos, jurados de prêmios, lojas de vídeo (para o gerente e empregados) e outros profissionais da indústria do cinema. Isso tudo é feito antes do filme ser lançado nos cinemas.

A qualidade scr é ótima, porém algumas cópias exibem em seu rodapé os créditos da produção, e eventualmente podem apresentar algumas imagens em preto e branco. Então, resumindo, SCREENER nada mais é do que uma prévia de um lançamento.

Então, toda vez que você se deparar com essa sigla na hora de baixar e assistir aquele filme tão desejado, pode ter certeza de que a qualidade é idêntica a de um DVD, contudo, com o risco de aparecer algumas imagens em preto e branco e ter aqueles créditos no rodapé do vídeo.

A distribuição ilegal do DVDscr

Você pode até estar pensando, mas se DVDscr é um material promocional, como pôde ser pirateado? Essa é Uma luta da indústria! A MPAA (Motion Picture Association of America) em 2003 até tentou interromper a distribuição desses materiais aos sócios da Academia para evitar a pirataria, mas ela foi processada por um grupo de produtores independentes. Esses ganharam na justiça com uma ressalva de terem que assinar um contrato comprometendo-se a não distribuir tal material a terceiros.

formatos de filme dvdscrPorém, não resolveu muito o problema. Em 2004, um membro da academia chamado Carmine Caridi, foi apontado pelo FBI como distribuidor do material alheio. Ele foi expulso da academia e teve que pagar uma quantia absurda de 150 mil Dólares para a Warnwe Brothers, uma vez que infligiu os direitos autorais.

Esse feito não deu fim a pirataria, filmes na internet é o que mais tem hoje. Para facilitar a propagação pela web, essas cópias ilegais são convertidas em formatos de padrão AVI (DivX ou XviD) ficando com qualidade de imagem e som inferiores aos originais.

Outros formatos de vídeos (filmes)

  • Cam: É aquele formato tão desagradável feito no cinema. O áudio é obtido através do microfone interno da câmera; com certeza é o que tira o prazer de assistir qualquer filme. Detalhe: a qualidade do som depende muito da lotação do cinema, quanto mais cheio estiver, mais você irá perceber a movimentação do público; e se for de comédia aí é que a coisa fica feia.
  • TELESYNC: Conhecido também como TS, esse formato é quase igual ao Cam, porém a diferença é que o som é obtido através de uma fonte direta do cinema. Nesse caso usa-se a saída de fone de ouvidos na poltrona. Alguns cinemas possuem essa saída para atender quem tem problema de audição; daí há uma pequena chance da qualidade do som ser mais agradável.
  • DVDRip: Embora seja um tipo de formato demorado para ser disponibilizado, é a melhor versão existente para arquivos de filmes a serem baixados na net. A cópia é produzida através do DVD original disposto nas lojas. Se o filme for daqueles de tirar o fôlego, vale a pena esperar.
  • BDRip: Significa BluRay Disc Rip. É um pouco melhor do que o DVDRip, podendo ser encontrado em HD 720 e 1080, no entanto traz consigo um empecilho: é um arquivo muito grande. O tamanho pode chegar até 4GB em MKV ou MP4 ou às vezes em 700mb AVI.
  • HR HDTV: É referente a uma resolução derivada de alta definição. Um padrão não oficial de códigos de vídeos. Significa que o sinal foi extraído diretamente de uma transmissão HDTV, geralmente codificado com Xvid.
  • TV-RIP: Tv-RIP é um site. Esse formato quase sempre é em MPEG ou AVI, nada mais é do que episódios de tv capturados através de cabos digitais/satélites. Eles usam as fontes de satélites que mandam o programa pelas redes com alguns dias de antecedências.
  • R5: Em uma linguagem bem popular. Podemos dizer que esse formato foi criado para dar um “chega pra lá” nos burlam a lei, ou pelo menos dificultar seus trabalhos. Esse formato R5 é um tipo de DVD que se difere dos tradicionais. É desenvolvido sem nenhum tipo de processamento de imagem e transferido direto de um telecine. São lançados com áudios em inglês fazendo com que os pirateadores usem outro tipo de fonte de áudio.
  • VHS-RIP: É uma gravação obtida de uma fita VHS original, lembra? É uma cópia exata da versão feita para o lendário Vídeo cassete. Formato muito parecido com o DVDRip. O que muda é: a fonte usada para gravação foi uma fita VHS e não um DVD.

Saiba também em detalhes o que é o formato e a qualidade HDTS.

Obs.: essa matéria é de caráter informativo. Lembre-se que pirataria é crime!